logo
\ 310 palavras

Platão, Aristóteles e os filósofos do século -IV

 
Escola de Atenas

Os dois mais influentes filósofos desse século foram Platão, discípulo de Sócrates, e Aristóteles, discípulo de Platão. As principais obras filosóficas gregas que chegaram aos nossos dias são de sua autoria.

O período socrático da Filosofia começou, na verdade, com a morte de Sócrates (-399) e foi ao longo do século -IV que a filosofia grega atingiu o apogeu, graças aos frutíferos esforços de seus discípulos. Conceitos e ideias desenvolvidas nessa época, influenciados em parte pelas doutrinas eleáticas, atomistas e pitagóricas remanescentes do período pré-socrático, influenciaram a cultura ocidental de tal forma que até hoje sentimos seus efeitos.

Eis uma “genealogia” das influências filosóficas durante o século -IV:

Platão foi, certamente, o mais importante dos discípulos de Sócrates, e Aristóteles o mais prestigioso dos discípulos de Platão. Outros discípulos de Sócrates que também se dedicaram à filosofia, como Aristipo, Antístenes e Euclides de Mégara, são chamados habitualmente de “Socráticos menores” por terem desenvolvido imperfeitamente ou incompletamente os ensinamentos do mestre.

Platão e Aristóteles fundaram, respectivamente, a Academia e o Liceu, estabelecimentos que revolucionaram a história da filosofia e também, em grande parte, a história da educação. Muito semelhantes ao câmpus de uma universidade moderna, a Academia e o Liceu foram as primeiras escolas de “nível superior” do Ocidente.

Note-se ainda que, além das contribuições filosóficas, Aristóteles deu grande impulso à ciência grega, Teofrasto foi célebre por suas contribuições à botânica e Arquitas de Tarento, por suas contribuições à matemática.

leia mais