A poesia lírica

Seção: literatura grega320 palavras
iiniApolo faz uma libação

A poesia lírica foi a expressão literária mais marcante do Período Arcaico, ligada diretamente ao desenvolvimento social da pólis e ao florescimento cultural que acompanhou o processo de migração grega para a Ásia Ocidental e para as ilhas do Egeu.

A qualificação “lírica”, usada até hoje, foi criada durante o Período Helenístico; na época clássica era correntemente usada a palavra “mélica” (gr. μελική), que vem de μέλος, “canto acompanhado de música”, de onde se formou a palavra portuguesa melodia. Recorria-se também com frequência à palavra “ode” (gr. ὠιδή), que significa canto.

Havia dois tipos principais: a lírica monódica, declamada em geral pelo próprio poeta acompanhado pela música de um só instrumento (a lira, por exemplo); e a lírica coral, apresentada por um coro, com ou sem acompanhamento musical. O epigrama, poema curto aparentado à lírica, bem cedo se tornou um gênero separado.

Regra geral e à parte numerosas lendas, sabemos muito pouco dos poetas líricos: local de nascimento, época aproximada em que viveram e, quando muito, algum pequeno detalhe de suas atividades. Os mais importantes viveram entre a primeira metade do século -VII e a primeira metade do século -V, nas primeiras décadas do Período Clássico.

Segundo os eruditos alexandrinos, havia um cânone de nove poetas líricos, cujos nomes foram conservados por dois epigramas anônimos da Antologia Palatina (AP 9.184 e 9.571). Eis a lista, na ordem estabelecida pelo primeiro deles:

  1. Píndaro
  2. Baquílides
  3. Safo
  4. Anacreonte
  5. Estesícoro
  6. Simônides
  7. Íbico
  8. Alceu
  9. Álcman

Muitos outros poetas importantes têm sido estudados e divulgados nos últimos anos, graças a descobertas papirológicas. Com exceção das odes triunfais de Píndaro e de Baquílides, no entanto, somente uns poucos poemas completos e outros tantos fragmentos dos demais poetas chegaram até nós.

Biografias, informações e algumas passagens dos poetas conhecidos somente por fragmentos (e.g. Mimnermo, Safo, Simônides) podem ser acessadas através das monografias sobre o tipo de poesia lírica pela qual esses poetas são mais conhecidos (lírica monódica, lírica coral, epigramas).