logo

O jovem Teseu em Atenas

Seção: mitologia grega
página em construção
iiniTeseu enfrenta o touro de Maratona

Em Atenas, o rei Egeu, já idoso, estava casado com a feiticeira Medeia, que tentava, sem sucesso, acabar com a esterilidade do rei — além dos métodos tradicionais, ela também recorria a poções e encantamentos. A princípio, o recém-chegado Teseu não mostrou os objetos que trouxera e, é claro, não foi reconhecido pelo pai. Medeia, no entanto, percebeu imediatamente quem era o jovem e fez planos para se livrar dele.

A feiticeira havia notado que o rei sentira um certo temor diante do poderoso visitante; segredou então a ele que o jovem era perigoso e aconselhou-o a pedir-lhe que livrasse a Ática de um touro furioso que devastava a planície de Maratona. Dizia-se que esse era o gigantesco touro que Héracles havia trazido de Creta e soltado perto de Micenas, por ordem do rei Euristeu. Teseu enfrentou o touro, capturou-o sem grandes dificuldades e ofereceu-o, em sacrifício, a Apolo.

Medeia fez então com que o rei convidasse Teseu para jantar, para que ela pudesse envenená-lo discretamente. Mas Teseu compareceu ao jantar com a espada do pai à cinta, e Egeu reconheceu sua espada. Rapidamente, derramou a taça de veneno e disse a todos os presentes que Teseu era seu filho e herdeiro. Medeia foi repudiada e banida para a Ásia.

Teseu teve ainda de lutar contra os primos, os numerosos palântidas, que pretendendiam herdar o trono de Egeu. Depois de vencê-los, foi reconhecido por todos como o único e legítimo herdeiro do trono.