logo

Aristófanes / Pluto

Seção: literatura grega
Πλοῦτος PlutusAr. Pl. -388
página esquemática / provisória

A comédia Pluto (gr. Πλοῦτος), de Aristófanes, é a última de suas peças completas que chegaram até nós. Foi representada pela primeira vez em -388, em Atenas, e acredita-se que dispomos do texto de uma reapresentação.

Pluto já faz parte da etapa conhecida por Comédia Intermediária, com cantos corais de pequena extensão e ausência de alusões políticas. A comédia faz apenas uma sátira social que envolve e interessa os cidadãos comuns de Atenas

Resumo

Os dois mais importantes personagens são o escravo Carion e Pluto, deus da riqueza, que no início da peça está completamente cego.

Coletâneas do Portal

Passagens selecionadas, com tradução:

Manuscritos, edições, traduções

Aparentemente, a primeira tradução para o português é a de Américo C. Ramalho (1989). Registre-se, ainda, que o poeta português Miguel de Cabedo traduziu-a em 1547 para o latim, em versos.