logo

Tártaro

Seção: mitologia grega650 palavras

Entidade ou localidade difusa, escura, lúgubre e distante, situada bem abaixo de Gaia.

Tártaro (gr. Τάρταρος) é a mais antiga das três entidades míticas que representam a escuridão primordial; as outras duas são Érebo e Nix.

Origens e natureza

Na teogonia hesiódica, Tártaro surgiu depois de Caos e de Gaia. Não teve nenhum papel cosmogônico e é constituído de trevas profundas e eternas, mais escuras do que a noite.

“Tártaro” é substantivo masculino. Homero e Hesíodo qualificaram-no de ἠερόεις, ‘sombrio, escuro’, e Hesíodo, de χάσμα μέγ’, ‘grande abismo’.

Embora quase sempre imaginado como um lugar, uma espécie de abismo abaixo de Gaia, Tártaro tem certa substância: é cheio de tufões e não é estéril. Muito tempo depois da criação do mundo, quando Zeus era já a divindade suprema, Tártaro uniu-se a Gaia e gerou o monstruoso Tífon, tão poderoso que enfrentou o próprio Zeus e quase o derrotou.

Os deuses encarceraram no Tártaro seus maiores inimigos, como os titãs derrotados na titanomaquia, e também mortais que cometeram sérias transgressões, como Salmoneu. De acordo com Eurípides, mortais efetivamente temiam serem lançados ao Tártaro.

Tártaro não foi tema da arte grega e nem objeto de culto.

Ilíada 8.13-17 e 477-83; Hesíodo, Teogonia 116 e 717-822; Catálogo das Mulheres 27.1-30; Anacreonte F 395; [Ésquilo], Prometeu Acorrentado 152-7 e 219-21; Eurípides, Orestes 264-5; Platão, Górgias 523a-526d, Fédon 111e-115a e República 615a-616b; [Apolodoro], Biblioteca 1.1-2 e 1.6.3; Virgílio, Eneida 6.548-627.

A geografia do Tártaro

iO universo de Homero

Tártaro ocupava a parte mais inferior da estrutura do Universo, debaixo de Gaia e a uma distância equivalente à distância entre a terra e o céu. Hesíodo descreveu minuciosamente sua geografia, configurada quando Zeus e as divindades olímpicas já haviam assumido o controle do Universo.

Ele é cercado por um muro de bronze, com portões de ferro ou de bronze por onde passam Hemera, o dia, e Nix, a noite; ambos se saúdam, mas nunca ficam no Tártaro ao mesmo tempo.

Lá habitam dois filhos de Nix, Hipno e Tânato, e os gigantescos hecatônquiros, eficientes guardiães dos exilados titãs. Diante da casa de Nix está Atlas, de pé, sustentando firmemente o céu. Mais adiante fica o palácio de Hades e Perséfone, guardado pelo feroz Cérbero, e em outra parte vê-se o palácio de Estige, de onde Íris retira, quando necessário, a fria água do juramento dos deuses.

Mais além estão Caos, ou o que dele restou quando sua participação na criação do Universo terminou, e os alicerces de Oceano. Ao lado desses alicerces está o palácio dos hecatônquiros, provavelmente não muito distante do local onde estão presos os titãs e demais transgressores.

Platão acrescenta que Oceano e todos os rios partem do Tártaro e para lá convergem.

Tártaro X hades

Desde os poemas homéricos, Tártaro e hades se confundiam com o Érebo, outra entidade primordial caracterizada pela escuridão.

De acordo com Platão, as almas são julgadas após a morte e, se merecem punição, seguem para o Tártaro, entendido como uma região do hades ou o próprio hades; depois de punidas, podem sair de lá.

Vários mitos (e Platão) relatam, por outro lado, que transgressores mortais notórios, como Sísifo, Íxion e as danaides, recebem eterna punição no tártaro-hades.

Essa associação entre hades e Tártaro, já presente em Anacreonte, se tornou a regra nos séculos subsequentes, notadamente entre os poetas latinos e no Novo Testamento. Virgílio também fez uma descrição dessa região, imaginada como parte do mundo subterrâneo.

Variantes

Segundo Aristófanes (Aves 693), Tártaro era simplesmente uma das quatro entidades primordiais. [Higino] diz que ele era filho de Éter e Gaia (Histórias, prefácio 3.1) e que os gigantes eram filhos de Tártaro e Gaia (idem, 3.4). [Apolodoro] conta que Equidna era filha de Tártaro e Gaia (2.1.2 e 4) e Sófocles, que Tânato era filho dos dois (Édipo em Colono 1574-8).

Hades foi chamado de “pai Tártaro” (pater ... Tartarus) por Valério Flaco (4.258).

Recepção

Do Período Clássico em diante, Tártaro se confunde com o hades ao serem mencionadas a punição dos titãs e a dos mortais transgressores.

Extenso grupo de colinas arredondadas do planeta Marte recebeu o nome de Tartarus colles em 1985.