Aristarco de Samotrácia

Seção: literatura grega
Ἀρίσταρχος Aristarchus Grammaticus Aristarch.
página esquemática / provisória

Discípulo de Aristófanes de Bizâncio, o maior dos “gramáticos”[1] do Período Helenístico, segundo Ateneu (15.671 F).

Aristarco de Samotrácia viveu entre -220 e -143, aproximadamente, e foi bibliotecário-chefe da Biblioteca de Alexandria de -153 a -145, sucedendo Apolônio, o Eidógrafo. Em -145 se retirou para Chipre, onde faleceu.

Erudito rigoroso e detalhista, de grande memória, produziu edições críticas e anotadas de Homero, Hesíodo, Alceu, Anacreonte, Píndaro, Ésquilo, Sófocles e Eurípides, entre outros. Seu trabalho está na origem das edições posteriores das obras desses poetas e de muitos escólios que chegaram até nossos dias.

Segundo a Suda (s.v.), escreveu cerca de 800 tratados[2] sobre diversos temas, dos quais restam alguns fragmentos.