O Neolítico no Egeu

Seção: história grega
-6500 a -2500
iiniEmbarcação neolítica

Os primeiros agricultores da Europa vieram provavelmente da Anatólia e da Sírio-Palestina por mar, através das Cíclades, e se estabeleceram inicialmente em aldeias na Grécia Continental (-6500/-6000), em Creta (-6300/-6100) e em Chipre (-6000).

Nessas três regiões, os colonizadores neolíticos não produziram cerâmica ao longo dos primeiros séculos da ocupação, etapa conhecida por Neolítico pré-cerâmico ou acerâmico. A cerâmica, um dos mais valiosos sinais de desenvolvimento cultural das aldeias neolíticas, começou a ser produzida entre -6000 e -5000 em praticamente todas as regiões banhadas pelo Egeu e a produção se manteve mesmo depois de -3000, época de transição entre o Neolítico e a Idade do Bronze.

A cultura neolítica do mundo Egeu tinha, evidentemente, fundo comum e influências da Ásia Ocidental[1]. Os sítios neolíticos acerâmicos e cerâmicos da Grécia, de Chipre, de Creta e das Cíclades possuíam, ao lado de elementos mais ou menos específicos, várias características semelhantes na arquitetura, nos vasos de cerâmica ou de pedra e, em especial, nas estatuetas que representavam a deusa-mãe neolítica acompanhada ou não de seu filho.

No extremo noroeste da Anatólia, na região onde seria erguida, séculos depois, a cidadela de Troia, ainda não foi encontrado nenhum sítio neolítico.