A arte micênica

Seção: arte grega190 palavras
-1550 / -1100
iiniDuas mulheres em carruagem

Entre -1550 e -1450, as obras de arte gregas mostram influência tão pronunciada da cultura minoica que é, frequentemente, difícil separar a arte micênica da arte minoica.

É possível até que muitos trabalhos hoje considerados micênicos tenham sido criados por artistas cretenses que trabalharam para os ricos aristocratas da Grécia continental.

O gosto dos belicosos micênicos, que conquistaram Creta em -1450, era um tanto diferente do naturalismo, da vivacidade e do movimento das obras minoicas. Adoravam os temas ligados à caça e à guerra, e tinham uma inconfundível “queda” para o monumental e para a estilização. Essas características dominam praticamente todas as obras gregas produzidas entre -1450 e -1100.

Quanto mais antiga a obra de arte do Período Micênico, mais pronunciada a influência minoica; quanto mais recente, mais definidas as características próprias dos micênios. Uma frase feliz de Pedley (1998) resume bem o contraste entre as duas: “enquanto a figura minoica se move no espaço, a micênica [apenas] o ocupa”.

De toda a produção artística micênica, as obras mais notáveis foram os enormes túmulos de câmara abobadada, as muralhas das cidadelas, as enormes pinturas em cores vivas, as esculturas em marfim e as joias.