logo
521
0521X

Simposiasta e auleta

c. -490

Cálice ático de figuras vermelhas do Pintor de Colmar. Vulci / Interior

AcervoParis, Museu do LouvreImagemMarie-Lan Nguyen, 2008FonteWikimedia CommonsLicençaDomínio públicoIluminura0521
Comentários

Nesta cena de simpósio, homem reclinado ouve uma jovem hetera[1] tocando aulo. Notar a mão boba na perna esquerda da auleta e um cálice-cratera sobre a mesinha, à direita.

Além de ouvir música e atacar as heteras, os simposiastas também se distraíam com alguns joguinhos de salão. O mais popular, o cótabo, está representado na Fig. 1033 (iluminuras relacionadas).

Detalhe da imagem ilustra a página inicial da área MÚSICA, que dá acesso às seguintes seções:

Introdução à música grega
Origens lendárias
Instrumentos musicais
Músicos
Melodias
Teoria musical

Notas
[ utilize os recursos do navegador para VOLTAR ao texto ]
  1. As heteras (gr. sg. ἑταίρα) eram cortesãs gregas de alto nível, usualmente educadas e sofisticadas, espécie de acompanhantes que também mantinham relações sexuais com os clientes, com quem muitas vezes desenvolviam relacionamentos estáveis. As prostitutas propriamente ditas (gr. sg. πόρνη) prestavam serviços de natureza puramente sexual, avulsos e via de regra em bordéis, mas a diferença entre esse dois tipos era, às vezes, muito fluida. Havia também prostituição masculina, mas aparentemente só do segundo tipo.
    Imagem: hetera em cálice ático de figuras vermelhas. Macron, c. -490, New York, Museu Metropolitano de Arte. Marie-Lan Nguyen (2011) CC BY 2.5.