logo

Górgias de Leontinos

Γοργίας Gorgias Rhetor et Sophista Gorg.
página esquemática / provisória

O filósofo e sofista Górgias de Leontinos[1] (gr. Γοργίας) teve vida longa, mais ou menos de -485 a -380 (105 anos). Cícero (Cat. M. 5.13) atribuiu-lhe um pouco mais, exatos 107 anos.

Em -427 esteve em Atenas, como embaixador de sua pólis, em Larissa e em outras póleis gregas. Afamado orador e professor de retórica, o poeta trágico Agaton e o orador Isócrates, pelo menos, foram influenciados por ele. Platão escreveu um diálogo socrático intitulado Górgias, a respeito da oratória, no qual combate as ideias e técnicas retóricas do sofista, destinadas a persuadir, e não a esclarecer.

Parece que a eloquência de Górgias residia, notadamente, em apurada e rebuscada técnica retórica, como ornamentos, circunlóquios, imagens vivas, metáforas e contrastes entre palavras e expressões. Segundo Platão, a forma do discurso era mais importante do que o conteúdo, isto é, a realidade e a verdade.

Temos fragmentos consideráveis e comentários antigos sobre seu Da Natureza, tratado de filosofia inspirado pelos eleatas, títulos e alguns fragmentos de discursos. Completos, somente dois exercício retóricos, o Encômio a Helena, que argumenta contra a culpa de Helena por ter desencadeado a Guerra de Troia, e a Defesa de Palamedes, que defende o personagem da injusta acusação de traição durante o cerco de Troia.

 

leia mais