logo

Semônides de Amorgos

Σεμωνίδης Semonides Iambographus Semon.
 
Mulher fiando

O pouco que sabemos de Semônides (gr. Σεμωνίδης) é que nasceu em Samos e, em meados do século -VII, liderou os colonos dessa ilha que se estabeleceram em Amorgos (Cíclades), no extremo sudeste do Mar Egeu.

Consta que escreveu versos iâmbicos e elegíacos, estes últimos a respeito da história de Samos. De toda sua obra resta-nos, basicamente, um trecho com 118 versos iâmbicos a respeito das mulheres e alguns poucos fragmentos.

Os textos

Edições

Nos primeiros séculos após o Renascimento, os fragmentos de Semônides de Amorgos foram editados juntamente com os de Simônides de Ceos, e muitas vezes misturados. A primeira edição completa foi a de Welcker (1835); depois, vieram as de Schneidewin (1835), Bergk (41882) e Malusa (1900).

A mais autilizada em nossos dias é a de West (1972).

Coletânea

Passagens selecionadas, com tradução:

Traduções

Semônides foi traduzido para o português por B.A., 1836; A.J. Viale, 1868; F.A. de Matos, 1896; Brandão e Assunção (1983/1984) e Francisco R. Gonçalves, 1995.

Há várias traduções de fragmentos selecionados em Malhadas e Moura Neves (1976) e Rocha Pereira (1998).