logo
\ 300 palavras

O Bronze Recente no Egeu

-1550 / -1100
 
Lárnax decorado

O primeiro século e meio do período conhecido por Bronze Recente é, de certa forma, uma extensão do final do Bronze Médio. Creta e os minoicos continuaram a dominar o Mediterrâneo oriental culturalmente, comercialmente e talvez até politicamente.

No continente grego, as comunidades micênicas floresciam e enriqueciam cada vez mais, tanto do ponto de vista econômico como do ponto de vista cultural, através do constante contato com a avançada cultura minoica. Então, entre -1450 e -1400, alguma catástrofe natural de grande magnitude arrasou Creta e enfraqueceu, irremediavalmente, sua supremacia. Os micênios se aproveitaram e logo estenderam sua influência sobre as áreas antes dominadas pelos minoicos.

Podemos portanto, separar o Bronze Recente do Egeu em duas metades desiguais. Na primeira, havia a hegemonia minoica; na segunda, a hegemonia micênica. A segunda hegemonia, a micênica, foi mais dominante do que a primeira e, de certo forma, unificou e "uniformizou" culturalmente o Egeu.

Nos extremos orientais do Mediterrâneo, em Troia (nordeste) e em Chipre (sudeste), encontraremos reflexos de uma dessas duas hegemonias, de acordo com o período considerado. Em Chipre, no entanto, esses reflexos foram relativamente pequenos, dado o predomínio de trocas comerciais entre o poderoso rei cipriota de Alasiia e o faraó do Egito.

O Heládico Recente

O Bronze Recente da Grécia Continental corresponde ao Período Micênico e aos primórdios da cultura grega propriamente dita. Esse tema será tratado na seção A emergência dos gregos.

O fim da Idade do Bronze

No Egeu, o fim da Idade do Bronze o ínicio da Idade do Ferro ocorreu de forma relativamente rápida por volta de -1100 e em todas as áreas sob influência dos micênios da Grécia continental. O tema será, portanto, tratado com mais detalhes na sinopse O fim da Idade do Bronze, na seção sobre a emergência dos gregos.