Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO

Apolônio de Rodes

... ainda falta muito!...
MINUTA / ESBOÇO...
r

Apolônio de Rodes (gr. Ἀπολλώνιος Ρόδιος), erudito e poeta, era contemporâneo de Calímaco (c. -315/-240) e foi bibliotecário da Biblioteca de Alexandria logo após Zenódoto de Éfeso (c. -325/-270), durante o reinado de Ptolomeu II Filadelfo (-309/-246), que começou em -283.

Acredita-se que Apolônia escreveu poemas históricos sobre a fundação de algumas cidades, comentários sobre Homero, Hesíodo e Arquíloco, mas sua obra mais notável — e a única que chegou até nós na íntegra — é a Argonáutica, poema épico em quatro livros e cerca de 5.800 versos sobre os argonautas e a busca do tosão de ouro. A despeito da estética helenística do poema, a influência dos poemas homéricos transborda em quase todos os versos.

A tradição já presente na Antiguidade de que ele e Calímaco mantiveram acirrada polêmica sobre a poesia épica não tem fundamento histórico e se baseia em inferências tardias e mal fundamentadas (Lefkovitz 1992, p. 113-21; Cameron 1995, p. 227).

Fontes. P. Oxy. 1241 col. ii; Suda s.v. Ἀπολλώνιος (α 3419) e s.v. Καλλίμαχος (κ 227); Vida A e Vida B dos manuscritos da Argonautica.

Referências

Alan Cameron. Callimachus and his Critics. Princeton: Princeton University Press, 1995. Mary R. Lefkowitz. The Lives of the Greek Poets, 2nd ed. Baltimore: The Johns Hopkins University Press, 1999.

Imprenta

Artigo nº 0388, Esboço preparado em 30/01/2016.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Apolônio de Rodes. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=0388. Consulta: 09/12/2019.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 12/09/2019 ← novidades Contato Outras páginas do autor Créditos
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2019